Pregnancy Fears

sábado, abril 02, 2016



Acredito que qualquer mulher grávida tem as suas preocupações: "serei uma boa mãe?", "conseguirei comprar tudo antes de o bebé nascer?", entre outras. Isto verifica-se especialmente quando se é mãe pela primeira vez. O meu caso não é diferente. Como muitas outras mulheres que esperam um bebé, também eu tenho as minhas preocupações e ansiedades. Ontem, fiquei bastante mais tranquila quando me deparei com um texto em que várias mães escrevem sobre aquilo com que não deveriam ter se preocupado durante a gravidez. O texto chama-se "What I wish I'd known not to stress about during pregnancy". Deixo-vos uma lista das principais coisas com que não é necessário se preocupar tanto:



  • A aparência - nem sempre vamos estar perfeitas, mas ter um bebé dentro de nós compensa muito. No meu caso, isso é aquilo com que menos me preocupo, pois vou até gostar de ter uma barriguinha grande, só por saber que isso se deve ao meu bebé.
  • Problemas com o namorado/marido - é normal que aconteçam alguns desentendimentos, afinal ter um bebé exige tomar muitas decisões, e dificilmente irão sempre concordar um com o outro nessas decisões. 
  • Ligar para o médico - Às vezes, grávidas têm receio de ligar para o seu médico por achar que o problema não é importante. Mas a verdade é que mais vale prevenir. Nunca se sabe quando algo é grave ou não e, por isso, devemos sempre deixar que o médico faça essa avaliação.
  • O parto - Seja pela decisão de parto normal ou cesariana, ou pelo medo do próprio processo, muitas mulheres receiam esse momento, particularmente as grávidas que esperam o seu primeiro filho. A verdade é que existe dor em todos os partos, às vezes mais, outras vezes menos, mas todos os dias, em várias partes do mundo, mulheres dão à luz, sofrem, mas aguentam, porque o corpo da mulher foi feito para aguentar. Várias dessas mulheres escolhem ter mais filhos, pois a alegria de ter um filho compensa toda a dor.
  • Opiniões de terceiros - Não importa a opinião de pessoas que não entendem do assunto e só querem intrometer-se. Se a mãe acha que certa decisão é a melhor para o seu filho, ela deve tomá-la, e se não tiver a certeza, deve pedir opinião de alguém que entenda do assunto e que só queira ajudar (como o médico). Alguém sempre vai discordar da nossa opinião, mas existem opiniões que devemos considerar e outras que devemos simplesmente ignorar.
  • Pequenos erros - As mães, principalmente quando têm o primeiro filho, não vão saber tudo, pois os bebés não nascem com um manual de instruções. Elas vão aprendendo com a experiência. Nada de muito grave vai acontecer se a mãe cometer um erro ou outro, desde que ela saiba das coisas mais importantes. Não colocar a fralda da forma certa, por exemplo, no máximo vai sujar uma roupinha. Muitas das coisas que não devemos fazer apenas exigem bom-senso.
Para concluir, aqui está o mais importante, que fiz questão de retirar do texto assim como estava, pois adorei a frase:
"If you're worried about being a good mom, you probably have nothing to worry about. My husband keeps telling me that bad mothers don't worry about whether or not they'll be good moms."

You Might Also Like

13 comentários

  1. Olá, conheci agora o teu blog e já sou seguidora. Não estou grávida, nem sou mãe, mas interesso-me muito por este assunto. Conheces o canal do youtube da Flávia Calina? Fala muito sobre gravidez, educação das crianças, tudo o que esteja relacionado à infância. Acho que irias gostar.
    O primeiro filho é sempre um desafio e uma descoberta, mas é isso que torna tudo tão único! Beijinhos

    Luz e Poeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por seguires e agradeço muito a tua recomendação :) Já vou ver esse canal, tenho a certeza que vou gostar.
      Beijinhos

      Excluir
  2. Apesar de ainda achar que é muito cedo para me preocupar com a ideia da gravidez, é sempre algo em que penso e as tuas questão são as mais recorrentes. Gostei muito do teu post, acho que o que disseste pode tranquilizar qualquer pessoa! De certeza que vai correr tudo bem :)

    Beijinhos, Dalila | The Lost Louboutin Blog |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era essa a minha intenção, pois sei como é sentir-se apreensiva, e quis passar a tranquilidade que senti ao ler o texto para que outras futuras mães se tranquilizem também :)
      Beijinhos

      Excluir
  3. R: Obrigada querida, finalmente estou melhor :)

    ResponderExcluir
  4. acho que o facto de te preocupares com isso mostra que serás uma super mamã! ;) beijinho

    Adorei o blog, estou a seguir-te! Dá um saltinho no meu blog e segue-me também! Fico á espera de te ver por la :D Beijinhos!
    the-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, assim espero :) Já vou passar no teu blog.
      Beijinhos

      Excluir
  5. Eu também espero ser mãe para breve :) ou melhor, engravidar :)
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desejo-te muita sorte, torço para que consigas ter uma das maiores felicidades, ser mãe :)
      Beijinhos

      Excluir
  6. Oh Inês, por aqui? :D
    Não sabia que ias ser mamã, mas desejo-te as melhores felicidades, e continua a partilhar tudo por aqui que eu vou querer ver :) Ser mãe é o meu maior sonho, sem dúvida :) beijinhos! (Bruna :D)

    The eyes of a Mermaid

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Bruna, aderi à blogosfera :)
      Muito obrigada :) Um dia, chegará o teu momento.
      Beijinhos

      Excluir
  7. Eu tenho um enorme medo de montes de coisas relacionadas com a parentalidade, mas a gravidez e o parto assustam-me. Sou uma medricas que tem medo até de levar uma vacina, e ter um bebé a crescer e a sair de dentro de mim parece-me assustador, acho que não é para mim. Admiro-te, decidir ser mãe é uma escolha valente :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo esse medo. Ainda hoje eu tenho medo da hora do parto, mas acho que, quando a vontade de ser mãe é muito grande, acaba por ser mais fácil superar o medo ou, pelo menos, atenuá-lo. Apesar de o parto me assustar, sempre que penso que é a partir dele que terei o meu bebé nos braços, o medo fica menor. E quanto a ter um bebé a crescer dentro de mim, acho maravilhoso. Se um dia fores mãe, vais sentir isso e vais entender :)
      Obrigada :)
      Beijinhos

      Excluir

Obrigada pela tua opinião. Ela é muito importante!

Subscribe